Experiências

Nossa experiência, ótimos resultados

A AJ Martani já executou individualização de água em mais de 20.000 unidades habitacionais, obtendo redução média do consumo de água de 30% e promovendo o fim da inadimplência nesses Condomínios.

Com a possibilidade de desligar a água do condômino inadimplente, bastando apenas que a cobrança do valor da água utilizada por cada morador seja lançada no mesmo boleto bancário da cobrança das taxas de condomínio (que é o único instrumento hábil para o condomínio fazer a cobrança de suas despesas), temos obtido resultados satisfatórios na redução da inadimplência, que na maioria dos casos deixa de existir.

O princípio de individualização é muito simples: há necessidade da instalação de 01 (um) hidrômetro para cada apartamento de um condomínio, ou seja, toda a água utilizada em uma determinada unidade (apartamento) passa por um medidor exclusivo daquela unidade.
Essa instalação, geralmente, necessita de obras (de pequeno porte) e adaptações, para que o sistema funcione corretamente.

Temos, como princípio, a instalação dos medidores nas áreas comuns (fora dos apartamentos), em local de fácil acesso, fácil leitura e fácil manutenção, não dependendo, inclusive, de nenhum sistema eletrônico para a leitura (o que seria indispensável no caso dos hidrômetros estarem instalados dentro dos apartamentos). Além disso, hidrômetros, mesmo que utilizando sistemas de telemetria para a leitura, estão passíveis de fraude quando são instalados dentro dos apartamentos. É importante considerar que não há como garantir a lisura da leitura quando os hidrômetros são instalados dentro dos apartamentos.

A AJMartani sempre defendeu essa peculiaridade na instalação e hoje tem seu entendimento normatizado pelas concessionárias de água e esgoto de todo o Brasil e, em especial, pela Sabesp através da NTS 277 e 279.

A partir da instalação dos medidores nas áreas comuns externas aos apartamentos, temos dois tipos de sistema de leitura a ser adotado:

a) Instalação para leitura visual, onde há necessidade de um leiturista mensalmente para coletar as informações de consumo dos medidores;

b) Leitura remota, onde as informações são passadas por sistema eletrônico via radiofreqüência ou via GSM / Internet.