Leitura Remota por Telemetria

SISTEMA DE LEITURA REMOTA POR TELEMETRIA

A leitura remota ou telemetria é a tecnologia da automatização da medição e da transmissão de dados de fontes remotas para estações de recebimento, onde os dados sofrem processamento, análise, arquivamento.

A leitura remota é comumente usada em locais de difícil acesso para a leitura presencial ou, quando os condomínios tem tubulações internas soldáveis (PVC, cobre, PPR, etc.) para que seja possível a medição individual por prumada, com a instalação de hidrômetros com RF (radiofrequencia) dentro dos apartamentos ou salas comerciais.

É muito comum os prédios novos estarem com a caixa do hidrômetro ou do medidor de gás do lado de dentro dos apartamentos. Assim, cabe aos condôminos escolherem qual tecnologia atenderá aos seus interesses.

Genericamente, a telemedição é composta por:

• Unidade de medição e leitura: o medidor propriamente dito, que transforma a grandeza física consumida em valores contabilizáveis e armazenáveis.

• Atualmente, os hidrômetros já são pré-equipados para telemetria, bastando serem acoplados ao componente eletrônico que, além de receber a sequencia de pulsos, processa essa informação, convertendo-a.

• Unidade de interface de medidores: responsável pela comunicação entre o medidor e a rede de comunicação;

• Rede de comunicação: meio de transmissão dos dados dos medidores à central de gerenciamento;

• Central de gerenciamento: responsável pelo recebimento, processamento, armazenamento e aplicação dos dados obtidos dos diversos medidores. São tecnologias de telemedição: radiofrequência (a mais utilizada para medição individual de água e gás no Brasil), telefonia fixa e de celular, tv a cabo, satélite, barramento de campo e outros.

A telemedição por radiofrequência (RF)

É a forma de leitura automática de medidores mais utilizada no Brasil, tendo sido a AJMartani a primeira a introduzir e implantar sistema de RF para medição individual de água e gás.

A maioria dos sistemas utilizam concentradores móveis, que através de rotas pré-cadastradas, captam as informações dos medidores, transferindo para coletores portáteis e, posteriormente, descarregadas nas centrais de processamento, planilhamento e análise das leituras e medições.

Através de concentradores GPRS ampliou-se a capacidade de realizar leituras a partir da utilização de coletores instalados em veículos ou fixos em elevadores, pavimentos dos edifícios ou, até mesmo, em postes e antenas.

Após a colheita dos dados, um servidor gerencia e aplica as informações.

A telemedição por barramento de campo (BC)

Consiste em uma rede de cabos que abrange todos os medidores de um condomínio. No caso de medidores analógicos com saída de sinal pulsado, esta rede interliga cada medidor a um concentrador e este a um computador.

O concentrador totaliza os pulsos e os transmite ao computador que armazena e aplica os dados.

No caso de medidores eletrônicos dotados de protocolo de comunicação específico, a rede apresenta uma topologia ramificada em que todos os medidores recebem a mesma informação em um mesmo instante.

Os cabos usados pelo sistema são os mesmos dos de telefonia fixa do tipo par traçado, devendo estar abrigados da umidade ou de intempéries.

Este sistema é pouco utilizado na medição individual de água e gás no Brasil, uma vez que requer muita manutenção, é difícil de instalar e iniciar a operação (exige passagem de muitos cabos, aterramentos, central de computadores, etc.

Central de gerenciamento da telemedição

A central é composta por computador dotado de um programa de supervisão e gestão, e junto a este, a interface de comunicação.

Na hora de escolher a tecnologia que atenderá a sua necessidade, você pode contar com os profissionais da AJ Martani que poderão dar as orientações necessárias, apresentar-lhe as obras que possuem os sistemas e esclarecer suas dúvidas de forma a tornar sua decisão segura e acertada.

Vale ressaltar que tais tecnologias lhe dão a possibilidade de ler água, gás e luz em tempo real e com precisão.

A leitura remota também pode ser adotada nos edifícios que possuem os hidrômetros comuns, bastando que sejam acoplados sistemas de transmissão via RF.

ATENÇÃO: a escolha do equipamento é fundamental para que o Condomínio tenha liberdade de escolher a empresa que irá gerenciar suas medições e leituras. Alguns equipamentos e empresas do mercado de medição individual, utilizam tecnologias que NÃO TEM PORTABILIDADE, ou seja, não podem ser gerenciados e lidos por outra empresa, caso o Condomínio necessite trocar a gestão de leituras e medições.

A AJ Martani utiliza tecnologia com total portabilidade e entende que, se fizer um bom trabalho, não será substituída por outra prestadora de serviço.

Dessa forma, não precisamos de tecnologia que obrigue o Condomínio a ter que manter um único prestador de serviço.

Continue navegando, temos mais assuntos sobre individualização de água no menu NOVIDADES.

Outras informações, entre em contato conosco pelo telefone 0800-777-2063 de qualquer município brasileiro.